10 coisas que podemos aprender com o livro: Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, confira!

Se você ainda não leu, não perca a oportunidade de ler o livro  "Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, finança para casais". Esse livro é do autor brasileiro Gustavo Cerbasi e fala sobre finanças. Diferente de algumas matérias que vemos na internet, esse livro não propõe soluções mirabolantes para conseguir economizar e nem diz ser fácil.




Ilustração do Livro "Casais Inteligentes Enriquecem Juntos" Gustavo Cerbasi


A leitura é leve e envolvente, apesar de ser um assunto complexo. Abaixo irei listar 10 coisas que podemos aprender com algumas lições que o livro nos deixa;

  1. Não deixe todo o seu dinheiro em um único investimento

    Quando todo o dinheiro está em uma única aplicação, você corre o risco de perder tudo. 

    Diversifique sua carteira de investimentos e diminua seus riscos!


  2.  Todos da família devem participar do planejamento financeiro

    É importante que todos os membros da família, inclusive as crianças, aprendam a importância de poupar. Claro que uma criança de 5 anos não irá compreender sobre juros e os tipos de aplicação, mas ela é capaz de entender que certas economias podem ser compensadas com uma viagem ou um brinquedo novo.


  3.      Pague-se!

    Veja o dinheiro a ser investido como um compromisso, assim como uma conta de água e luz.

    Não pense que só porque o dinheiro é para poupança que você pode deixar de pagar.


  4.     Antes de comprar, pense se realmente é um gasto necessário.

    Ao comprar um carro de luxo, pense: é necessário ou status? Ao escolher um carro cara e espaçoso, pense: você viaja muito, ou precisa ter um carro tão espaçoso no dia dia? Porque geralmente um carro assim consome mais combustível que os demais.


  5. Anote seus gastos

    Anote seus gastos nem que seja em um caderno, bloquinho ou em uma planilha  para no final do mês reveja tudo o que você consumiu. Dessa forma, será possível avaliar aonde é possível “apertar” as despesas e ver o que você gastou desnecessariamente.


  6. Em caso de dívidas superiores ao orçamento, calcule!

    Se houve a necessidade de um gasto não previsto, que tenha estourado o orçamento, calcule e veja se vale mais a pena retirar o dinheiro de um investimento ou pagar os juros ao banco ou financeira. Caso seja necessário, retire dinheiro de um investimento e então, pague os juros a você mesmo, como forma de repor o dinheiro retirado.


  7. Não acredite na frase “ X vezes sem juros”

    Quer trocar de carro? Fazer uma viagem de férias? Comprar uma geladeira nova? Planeje com antecedência. Faça um “fundo de investimento” para esse desejo. Ao conseguir o dinheiro necessário negocie a compra; peça desconto. Se não conseguir o desconto na primeira loja, vá em outra. Não acredite que a loja financia a compra e não te cobre juros. Valorize seu dinheiro!


  8. Lembre dos custos para manter seu consumo

    Ao comprar um carro lembre-se que será necessário gastar com combustível, seguro, estacionamento, documentação e etc.

    Uma casa na praia irá requerer pagamento de reformas, condomínio, água, luz, entre outras despesas.

    Uma escola mais cara para seus filhos, provavelmente, também significará livros e uniformes mais caros. Mas lembre-se a educação sempre em primeiro lugar! 


  9. Cuidado com as promoções

    Nem sempre os preços promocionais são de fato promoções verídicos. Anote os preços dos produtos que você tem mais o hábito de consumir para que você possa reconhecer os preços que são de fato promocionais.
     10. Cuidado com os estoques 

Muitas vezes, os valores dos produtos em atacado são tentadores, mas tenha cuidado. Lembre-se de comprar de acordo com a sua necessidade de consumo e que produtos “parados” são dinheiro que deixa de ser investido. 


Última dica: Leia o livro e convide seu parceiro a fazer o mesmo! Tirem suas próprias conclusões e não esqueça que nunca é tarde para mudar os hábitos!!

Postar um comentário

0 Comentários